Buscar
  • Carlos Pires

O Líder Humano e Empático!


Nosso assunto de hoje, é sobre liderança. Já comentamos algumas vezes em nossos posts, sobre as transformações da liderança no mundo, e com a pandemia, essas transformações aceleraram, e se tornaram fundamentais para as empresas neste momento de retomada.


Que o mundo passa por um apagão de líderes, todos nós já sabíamos, porém, com a pandemia, isso ficou muito mais evidente. Os líderes, ou aqueles que pretendem “sentar na cadeira” da liderança, precisam se reinventar e rever conceitos, caso contrário, não terão vida longa, ou pior, nem chegarão a assumir tal cargo de tamanha importância.


Um dos tipos de líder mais procurados hoje são os líderes humanos e empáticos, ou seja, aqueles que pensam também nas pessoas e se colocam, de forma imparcial, no lugar delas. Se olharmos para um passado não muito distante, o pensamento era se importar somente com os números, com as metas e os resultados, já os colaboradores, eram vistos até então, como simples números por grande parte da chefia e consequentemente das empresas.


Como já falamos em um de nossos posts, clientes são pessoas, e com os colaboradores não é diferente, antes de tudo, são pessoas também, por isso, é de fundamental importância, que os líderes aprendam a trabalhar o lado humano do colaborador, afinal, todos, tem problemas, dificuldades, objetivos, expectativas, sonhos e realizações.


Já ouvi muitos chefes, que se acham líderes, dizerem: “se eu for me preocupar com os problemas de todos, eu morro louco, as pessoas quando entram aqui, precisam deixar seus problemas lá fora”. Isso é uma ilusão sem tamanho, é querer se enganar. Por mais que alguém diga isso, jamais, entram para trabalhar e esquecem seus problemas lá fora, podem até deixar de pensar por algum momento, mas o dia todo não, afinal, uma pessoa não entra para trabalhar, e esquece durante este período que seu pai, mãe, esposa, marido, filho e etc., estão com problema sério de saúde, para depois que encerrar o expediente, voltar a pensar.


O líder de hoje, precisa estar ao lado de seu colaborador, ajudando-o como profissional, para que consiga atingir e/ou superar as metas, que obtenha maior conhecimento, que atinja seus objetivos dentro da empresa, mas precisa ajuda-lo(a) também como pessoa, entendendo suas necessidades, seus problemas, suas decepções e expectativas, e também o(a) ajude na escolha do melhor caminho, isso inclui dar-lhe tranquilidade e passar confiança, pois se este(a) profissional não estiver bem no seu plano pessoal, será quase impossível crescer, se desenvolver e entregar os resultados como profissional.


Como costumo dizer, a pessoa precisa estar bem fora da empresa, para entregar e realizar um grande trabalho, sendo assim, nós líderes, somos responsáveis, hoje, mais do que nunca, por dar total apoio neste sentido, caso contrário, você será apenas um chefe que pensa em números, que jamais irá conseguir entregar os resultados esperados, pois quem trabalha na sua equipe, são pessoas e não máquinas, onde uma manutenção resolve, já com pessoas, não é tão simples assim. Desta forma, é fundamental entender, que a relação líder e liderado mudou, e está em outro patamar, onde você, é responsável não só pelos resultados, mas sim, pelo meios de chegar ao resultado, e isso passa por cuidar de pessoas e não somente de profissionais. Pensem bem nisso.


Você tem cuidado das pessoas da sua equipe? Você se preocupa com eles? Você não só oferece, mas dá de fato, todo o apoio necessário? Você sabe como está sua equipe hoje, no plano pessoal?


Um Grande Abraço a Todos!


Vamos em Frente!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo